30jan

Resenha do livro: “O livro das princesas”

ResenhasCapaNova

Olá meninas, tudo bem com vocês?

Yayyy, o post de hoje será a resenha do segundo livro que li em 2015! =D (ainda não fiz a resenha do primeiro livro que li nesse ano). O livro se chama “O livro das princesas”, e foi publicado pela editora Galera.

OLivroDasPrincesas7

Sempre que o ano recomeça fico super empolgada para ler mais e mais. É uma pena que não dê para fazer isso tipo… o dia todo haha

De qualquer forma, estou aproveitando o comecinho do ano para colocar um pouquinho da leitura em dia. Esse livro por exemplo, consegui ler em 3 dias, uma parte em uma praia, outra parte em outra, e outra em outra praia diferente haha #saudadespraia #voltaférias

OLivroDasPrincesas1

Optei por essa leitura pois esse não é uma livro comum, que narra uma história “corrida”, mas sim um livro com vários contos independentes que retratam versões atuais para os já conhecidos contos de fadas. Nesse livro encontramos contos das autoras, Meg Cabot, Paula Pimenta, Lauren Kate e Patrícia Barbosa.

Acredito que esse tipo de livro tem uma grande vantagem e uma grande desvantagem; a desvantagem é que por conta de os contos precisarem ser curtos, não é possível que o leitor estabeleça uma conexão muito profunda com os personagens, já que nos contos não há tempo suficiente para isso. E na verdade, esse nem seria o foco dos contos. Já com relação a vantagem, acredito que essa seja uma ótima maneira para se conhecer novos e diferentes autores. O livro em questão por exemplo, reúne contos de quatro autoras diferentes, duas das quais nunca havia ouvido falar e acabei conhecendo um pouquinho. Por isso, vez ou outra, gosto de mesclar alguns livros nesse estilo à minha leitura.

Bom, com relação ao livro vou contar resumidamente do que se trata cada história okay =)

OLivroDasPrincesas3

A modelo e o monstro, escrito por Meg Cabot

O conto conta uma nova versão para a história da Bela e a Fera. Nesse conto Belle, uma jovem modelo de sucesso com uma bela história de superação, acaba indo parar em um cruzeiro com o pai, a madrasta e Penny, a filha de sua madrasta. Nessa viagem Belle acaba conhecendo Adam, um cara sombrio e misterioso pelo qual ela se sente completamente atraída.

Minha opinião: {se não deseja spoilers não leia}

Sei que um conto deve ser escrito de forma rápida e objetiva, porém, para mim, nesse conto tudo passou rápido demais. Num momento Belle estava apenas conhecendo Adam pela primeira vez, e, de repente, os dois já estão aos beijos se chamando de “namorados”. Além disso, também achei que aconteceram algumas situações meio que absurdas durante a história, o que acaba tornado o conto um pouco maluco demais, como por exemplo: que pai normal, dito carinhoso, ficaria sem procurar a filha adolescente famosa por três dias em uma viagem em família?! Okay, essa é uma viagem de lua de mel mais moderna digamos assim, porém, não deixa de ser uma viagem em família… Sei lá, meu pai não ficaria sem me procurar realmente por todo esse tempo, e olha que não sou uma super pop star famosa, não estou viajando em uma cruzeiro com minha família, e já não sou mais uma adolescente haha. Para mim, algumas peças específicas desse conto acabaram não se encaixando muito bem na história como um todo, e isso acabou fazendo com que ela ficasse um pouco irreal, e por conta disso, acabei não gostando taaanto desse conto. Essa é só minha opinião okay, então não fiquem zangadas!

OLivroDasPrincesas5

Princesa Pop, escrito por Paula Pimenta

O segundo conto do livro conta a nova versão para a história da Cinderella. A personagem principal do conto chamada Cintia tinha uma vida estável e perfeita: uma família comum e carinhosa, uma boa estabilidade financeira, uma casa confortável… até que tudo se desmorona de repente.

Minha opinião: {se não deseja spoilers não leia}

Para mim, esse é um dos contos mais reais do livro todo. Tudo o que acontece durante a história são coisas corriqueiras que podem acontecer na vida de qualquer um, e, por conta disso, a história acabou me conquistando bem mais. Okay, é meio fantasiosa essa história de ter um caso de amor com um super astro da música queridinho por todas as adolescentes… mas até que ainda dá para entender. Com isso não quero dizer que os outros contos do livro são fantasiosos; nesse livro há apenas um conto que mistura realidade com fantasia, porém, o que estou tentando dizer, é que esse foi um dos contos que mais conseguiu equilibrar o tempo na medida certa para tornar a história mais real, interessante e convincente. Pelo menos para mim foi assim que aconteceu né… E por falar em história convincente, que raiva fiquei dessa madrasta imbecil, como alguém pode ser assim tão má?!

OLivroDasPrincesas4

A eclipse do unicórnio, escrito por Lauren Kate

O conto é uma adaptação da já conhecida história da Bela Adormecida. Para mim, esse é o conto mais fantasioso de todo o livro. Nesse conto Percy, um jovem adolescente deprimido por conta de seu recente término de relacionamento com Amber (ela terminara o relacionamento), está contrariamente a caminho de uma viagem para a França que, para muitos, seria considerada como a viagem dos sonhos; porém não para Percy, já que para ele, essa deveria ser uma viagem acompanhada por sua ainda amada ex-namorada Amber. O que Percy não imaginava é que essa viagem acabaria sendo muito mais maluca e maravilhosa do que ele poderia imaginar.

Minha opinião: {se não deseja spoilers não leia}

Para mim, nesse conto, a autora tentou fazer um adaptação que, talvez pela falta de tempo (como comentei com vocês um conto é uma história contada de forma mais breve) para um desenvolvimento mais profundo, acabou não dando tão certo (essa é só a minha opinião tá bom). Houve nesse conto específico, uma mistura entre realidade e fantasia que não conseguiu me cativar; e isso ocorreu principalmente por conta do personagem principal, com o qual não consegui me identificar. Aliás, esse personagem foi uma das coisas que mais me incomodou na história toda, afinal, por mais triste e deprimida que uma pessoa esteja após um término de relacionamento, quem em sã consciência não gostaria de fazer uma viagem a passeio para a França?! Afinal ninguém que ele amava morreu ou coisa desse tipo; foi apenas um término de relacionamento oras. A imagem que Percy me passou foi a de um garoto mimado, sem personalidade e sem auto estima alguma, e, por isso, acabei não gostando do conto logo no comecinho.

OLivroDasPrincesas6

Do alto da torre, escrito por Patrícia Barboza

 Esse conto é uma adaptação da história da Rapunzel; e, para mim, esse foi, juntamente com o conto da Paula Pimenta, um dos melhores contos do livro. O conto em questão conta a história de Camila, uma garota órfã que mora com sua tia super-protetora, e faz vídeos para a internet na companhia de seu melhor amigo Pedro, disfarçada como um pseudônimo criado por ela chamado Mila Tower.

Minha opinião: {se não deseja spoilers não leia}

Dentre os quatro contos do livro, esse foi o que mais gostei (seguido pelo conto escrito pela Paula Pimenta)! Adorei conhecer a Camila e achei que ela é uma garota legal, com personalidade forte e que luta por seus objetivos. Nesse conto não tem nada de #mimimi; quando Camila percebe que na verdade ela não gosta de Willian, o garoto popular da sala, mas sim de Pedro, seu melhor amigo, ela simplesmente vai em busca daquilo que seu coração deseja. Essa foi a característica que mais gostei na Camila, ela não fica enrolando, ela simplesmente vai em busca de seus sonhos!

Antes do conto em questão nunca havia ouvido falar a respeito da Patrícia Barboza, porém, agora estou mais do que curiosa para ler mais histórias escritas por ela. Alguém aí conhece alguma?

É isso por hoje minhas amorinhas!

Muitos beijinhos

e fim!

Acompanhe o blog nas redes socias:

Instagram Facebook Twitter Youtube

Se inscreva no canal do blog Uhlala =)

19jan

Minha semana #2

Uhlala18DeJan

Olá olá meninas, tudo bem com vocês? <3

Eu sei que o blog ultimamente está com alguns posts meio que fora de órbita, mas, como disse para vocês, viajei a trabalho, e já aproveitamos para esticar um pouquinho a viagem e tirar alguns dias de folga também yaaayyy! Por isso, hoje, vim mostrar para vocês um pouquinho do que tem acontecido comigo por aqui =D

Vou contar um tiquinho da história das fotos da esquerda para a direita okay!

Um dia desses acabei indo ao mercado desacompanhada e olha no que deu… gominhas e mais gominhas de dentadura! Existe alguém nesse mundo que não ame esses docinhos que, além de deliciosos, são também muito engraçadinhos e fofos?! haha Isso sem contar no quanto são saudáveis e pouco calóricos também né haha #ironia #poucacaloriaébesteira #gordinha

Na segunda fotinho, da esquerda para direita, estou mostrando para vocês “O livro das Princesas”, que é o segundo livro que li nesse ano de 2015, e já estou preparando resenha para vocês <3

Em seguida tem também algumas fotinhos na praia, tanto durante o dia, com a canga rosa, quanto durante a noite (na foto em que estou segurando os sapatos nas mãos). Por conta de agora ser “época de temporada”, as praias, restaurantes e o calçadão estão sempre movimentados e cheios de turistas. Tirando o trânsito e as filas que esse movimento todo causa, o fato de a praia estar cheia de turistas é ótimo, já que como sempre tem muita gente na rua, é possível caminhar por aí sossegado, sem ter que se preocupar tanto com roubos ou coisas do tipo. Pelo menos achei essa região sul bem sossegada quanto a isso; nem parece Brasil por aqui…

Uma coisa que me deixou chocada aqui foi a quantidade de raios que caem nesse lugar! Sei que na imagem aí em cima não dá para ver muito bem, nessa foto é possível apenas enxergar o clarão roxo no céu; porém, essa questão do excesso de raios, foi algo que me deixou realmente impressionada. Aliás, outra coisa que me impressionou, foi “a falta de medo” das pessoas para com os raios. Muita gente simplesmente ignora a quantidade absurda de raios que estão jorrando do céu e continuam no mar, ou mesmo na praia tranquilamente. As vezes o pessoal das barracas da praia até avisam através de um microfone que é para sair do mar por conta dos raios excessivos; mas muita gente nem dá muita bola… Sei lá, isso para mim é muita falta de amor a vida, afinal, nesses casos, a gente nunca peca pelo excesso de zelo.

E nas últimas três fotinhos, estou mostrando para vocês, uma hamburgueria DI-VI-NA que conhecemos por aqui; o nome do lugar é Madero. O restaurante tem um ambiente gostoso; passa clipes legais, tem chá de Cranberry (ganhou pelo menos 10 pontos com isso! haha), conta com atendentes atenciosos, e um hambúrguer de tirar o fôlego de tão bom que é! O único porém é que por conta de tudo isso (e também porque são eles que produzem o hambúrguer, o chá, o pão, o sorvete e tudo mais que é vendido por lá), os preços das coisas acabam sendo bem carinhas (o principal lanche da casa custa cerca de R$ 31,00 e o chá R$ 5,00… Entretanto os 10% da taxa de serviço não são cobrados lá). Porém, se for para ir só de vez em quando, até que dá para encarar; o que não pode é gostar demais e acabar querendo ir jantar lá todo santo dia haha

E bom, é isso que tem acontecido por aqui nesses últimos dias; muita praia, calor (hashtag chatiada com todo esse calor hein?! Ô sinhô, parece que vou derreter a cada passo), e comidinhas! Que delícia relaxar a mente por alguns dias!

Ah, e como comentei com vocês, nesse ano quero muito conhecer algumas bandas ou cantores novos, e, por isso, tenho colocado algumas músicas no final de alguns posts. E essa é a vez da música Supreme do Robbin Williams.

Muito obrigada pela paciência, e obrigada também por sempre voltarem aqui no blog, vocês são uma gracinha!

Boa semana para todas nós

e fim!

Acompanhe o blog nas redes socias:

Instagram Facebook Twitter Youtube

Se inscreva no canal do blog Uhlala =)